Perda de Cabelo – 6 mitos mais conhecidos!

Lutar contra a queda de cabelo pode ser uma tarefa difícil e frustrante, sobretudo, se não estivermos minimamente informados. Entender quais as causas, consequências e possíveis tratamentos através de pesquisas pela internet, pode levá-lo a informação incorreta. De modo a ajudá-lo, selecionamos 6 mitos que, por norma, estão relacionados com a perda de cabelo. 

1. Lavar o cabelo muitas vezes aumenta a queda de cabelo?

Este é um dos mitos mais comuns e não está tão longe da verdade quanto se pensa. Em média, cada pessoa perde cerca de 100 cabelos por dia, sendo que nos dias em que lavamos o cabelo podemos perder até 250 fios. No entanto, isto não significa um aumento da falta de cabelo, mas sim que a lavagem remove o cabelo prestes a cair, sendo mais evidente com lavagens em excesso. Deste modo, sugerimos que continue a lavar o cabelo de acordo com o seu ritmo, utilizando um shampoo suave e, de preferência, orgânico de modo a não danificar tanto os fios e promover uma melhor saúde capilar.

2. Mexer muito no cabelo aumenta a queda de cabelo?

Mexer ou brincar com o cabelo frequentemente não implica, por si só, o aumento da queda de cabelo. No entanto, este tipo de atos associados a situações de stress podem traduzir reflexos compulsivos e influenciar a falta de cabelo. A Tricotilomania é uma patologia obsessivo-compulsiva que consiste no ato de puxar ou arrancar o cabelo, regularmente e descontroladamente, levando a situações de calvície.

3. Usar chapéu provoca queda de cabelo?

Em primeiro lugar, é preciso entender que os folículos pilosos precisam de oxigénio para crescerem e se desenvolverem de forma saudável. Depois, é de realçar que o oxigénio que chega aos folículos provém do sangue e não do ar. Assim sendo, o uso de chapéu não irá promover uma maior queda de cabelo, visto que não impede a normal circulação de oxigénio no corpo capilar.

4. Perda de cabelo, uma questão apenas masculina?

Apesar de ser muito mais frequente no sexo masculino, a perda de cabelo também afeta uma boa parte das mulheres, ainda que se desenvolva de uma forma distinta da dos homens. 

5. Pai e o seu Avô calvos, também vou ficar calvo?

Não propriamente! A perda de cabelo não é causada por uma mistura de muitos genes de vários membros de sua família, próxima e distante, pelo que o facto de apenas o seu pai ou avô serem calvos não significa que você também vai ser. Ainda que na sua família exista uma grande tendência genética para calvície, é quase impossível prever, com a certeza absoluta, que irá ficar calvo no futuro.

6. Existem soluções para a perda de cabelo para além do transplante capilar?

De facto, existem práticas importantes que podem atrasar a perda de cabelo. Num plano mais direto e acessível, poderá encontrar à venda soluções como Minoxidil e Finasteride, que são produtos que têm como objetivo fortificar o cabelo e retardar a queda dos fios. De outro modo, também pode realizar tratamentos periódicos, como o PRP (Plasma Rico em Plaquetas) e a Mesoterapia, que traduzem uma elevada eficácia no atraso da perda de cabelo.

De forma a perceber qual a melhor solução para o seu caso, recomendamos uma sua consulta de avaliação capilar, com um médico especialista.