Compreenda a calvície feminina

Como podemos resolver a calvície feminina?

A calvície feminina apesar de não ser tão comum e visível como a calvície masculina é uma realidade que muitas mulheres enfrentam diariamente. Se para o homem perder cabelo é um processo difícil de lidar, para uma mulher a calvície é um verdadeiro pesadelo.

O que é a calvície feminina?

A calvície feminina ou alopécia androgenética feminina é uma das principais causas de queda de cabelo nas mulheres, afeta 1 em cada 5 mulheres com mais de 50 anos. Esta patologia tem origem genética e está frequentemente associado a distúrbios hormonais. Com um comportamento diferente do manifestado dos homens, a alopecia androgenética, manifesta-se nas mulheres pela diminuição significativa da densidade do cabelo, o fio de cabelo vai ficando cada vez mais fino e com menos volume, o que gradualmente vai tornando o cabelo mais ralo.

Tal como nos homens, esta patologia ocorre porque, em determinadas zonas do couro cabeludo, existem receptores específicos, nos folículos capilares, que os tornam sensíveis ao efeito da dihidrotestosterona (DHT). Esta hormona afeta os folículos e encurta o ciclo de vida do cabelo, impedindo o cabelo de se tornar forte e denso. O folículo vulnerável chega à exaustão mais rapidamente e deixa de produzir cabelo. Este tipo de alopécia é menos agressivo nas mulheres devido ao estrogénio, contudo após a menopausa ocorre uma diminuição no ciclo natural das hormonas femininas o que leva a que a perda de cabelo seja mais intensa e visível.

Quais são as causas da perda de cabelo nas mulheres?

Identificar a origem que leva a perda de cabelo nas mulheres é bem mais complicada, uma vez que é muito mais variada do que as verificadas nos homens.

No caso das mulheres as causas mais comuns estão relacionadas com o factor hereditário e com distúrbios hormonais. A queda de cabelo excessiva pode também ter origem em elevado nível de stress, ansiedade ou certas deficiências de vitaminas e/ou minerais. Contudo estes casos o aumento da queda de cabelo poderá ser temporário e normalizará assim estes distúrbios sejam corrigidos.

Como se manifesta a calvície feminina?

A alopécia androgenética feminina manifesta-se de uma forma muito diferente do que ocorre nos homens. Nas mulheres manifesta-se como um padrão em forma de árvore de natal, aumentado a largura do risco que divide a zona central do topo da cabeça. As mulheres que sofrem deste tipo de patologia são maioritariamente afetadas entre os 30 e os 40 anos. A escala utilizada para identificar o estágio da alopécia androgenética nas mulheres é a escala de Ludwig.

Erich Ludwig, com base na densidade do cabelo, classificou a alopecia androgenética feminina em três estágios. A maioria das mulheres que sofrem desta patologia encontram-se no primeiro estágio.

Dê o primeiro passo e agende a sua Consulta de Avaliação, gratuita e sem compromisso

Termos e Política de Privacidade

Como posso parar a minha queda de cabelo excessiva?

O primeiro passo para normalizar a queda é identificar o que a esta a causar. Tal como referimos anteriormente a excessiva queda de cabelo nas mulheres pode ser causada por muitos factores, e, perder tempo e dinheiro com tratamentos/produtos ineficazes pode ser extremamente frustrante e na pior das hipóteses agravar o problema. É então fundamental identificar a causa para possa selecionar o tratamento/produto eficaz. Na Attica Clinic, ajudamos os nossos pacientes a identificar a causa da perda de cabelo e após uma avaliação a nossa equipa especializada indicará a melhor solução possível para o seu problema.

Quais os tratamentos que existem para combater a calvície?

Na Attica Clinic dispomos de soluções eficazes para o combate da alopécia androgenética feminina. Temos tratamentos definitivos e preventivos.

Quais são os tratamentos preventivos?

O tratamento Capilar de plasma rico em plaquetas (PRP) e o tratamento de mesoterapia capilar ajudam a manter os cabelos saudáveis e prolongar o ciclo de vida do cabelo. Estes tratamentos são recomendados também para mulheres que sofram de queda intensa sazonal.

Quais são os tratamentos definitivos?

No caso da alopécia androgenética feminina avançada o transplante capilar é a solução para voltar a ter cabelos saudáveis nas zonas calvas ou pouco densas.

Com recurso ao método menos invasivo e mais avançado da atualidade, o transplante capilar na Attica Clinic, é a garantia de um resultado mais natural e duradouro.

Seguindo rigorosos protocolos certificados, o médico especialista seleciona folículos capilares saudáveis (não vulneráveis aos efeitos da DHT), retira-os cuidadosamente, um por um e implanta-os nas zonas calvas ou pouco densas.