linha Verde

800 20 92 46

linha verde

Compreenda a calvície masculina

Como resolver o problema da Calvície Masculina?

A calvície masculina está associada a uma queda excessiva de cabelo, contudo a queda de cabelo é normal, pelo menos até cerca de 100 cabelos por dia. Perder uma quantidade mais elevada de cabelos por dia, pode indicar que sofre de calvície masculina.

O que é?

Na maioria dos casos de perda de cabelo acentuada nos homens (cerca de 95%) é causada pela alopécia androgenética. Este tipo de alopécia tal como o nome indica é um distúrbio geneticamente determinado. Os homens que sofrem deste tipo de alopecia, começam por notar um aumento gradual da queda de cabelo e depois numa diminuição do volume e densidade capilar, deixando determinadas áreas cada vez mais ralas. Isto ocorre porque, em algumas zonas específicas do couro cabeludo (Zona Frontal, Topo e Occipital da cabeça), os folículos capilares têm recetores específicos que os tornam vulneráveis ao efeito da DHT (dihidrotestosterona).

O contacto desta hormona com o recetor do folículo, encurta o ciclo de vida do cabelo, não lhes dando o tempo suficiente para ficarem fortes e densos. Com um ciclo de vida do cabelo mais curto, o folículo capilar esgota-se mais rapidamente e deixará de produzir mais cabelo.

Quais são as causas da calvície masculina?

A principal causa de perda de cabelo nos homens é a alopécia androgenética. Contudo existem alguns fatores que podem acelerar a manifestação da mesma como o stress, o tabaco ou deficiências nutricionais. Estes fatores também podem aumentar a queda de cabelo em homens que não sofram deste tipo de alopécia, mas nesses casos causará um aumento da queda temporário que terminará quando o fator que a causa desaparecer.

Para além das causas já mencionadas, o aumento da queda de cabelo pode ter origem num desequilíbrio hormonal ou em problemas com o sistema imunitário.

A calvície masculina pode ter ainda outras origens como por exemplo em tratamentos médicos agressivos (quimioterapia), por problemas dermatológicos (fungos, bactérias) ou ainda numa cicatriz na sequencia de uma lesão no couro cabeludo.

Com que idade se começa a manifestar a calvície masculina?

A calvície masculina pode manifestar-se em qualquer idade, contudo, é na idade adulta que se manifesta a maioria dos casos. Com o aumento da idade, maior é a probabilidade de um homem sofrer de calvície. Um em cada quatro homens que se encontram entre os 20 e 30 anos, já são afetados pela alopecia androgenética, os números disparam quando falamos de homens entre os 40 e 50 anos, em que um em cada dois são afetados.

Como posso parar a minha queda de cabelo excessiva?

Podemos encontrar no mercado inúmeros produtos que têm como finalidade parar a queda de cabelo. Alguns desses produtos, ajudam realmente a fortalecer os cabelos e mante-los saudáveis, no entanto, estes produtos/tratamentos não são suficientes para impedirem a queda de cabelo quando esta está associada a Alopecia Androgenética.

Um estilo de vida saudável é a condição mais importante para que consiga manter os seus cabelos fortes o máximo de tempo possível. Deve acima de tudo evitar elevados níveis de stress e ter uma dieta equilibrada.

Para poder combater a perda de cabelo eficazmente, é fundamental que consulte um especialista capilar, para que seja identificada o motivo da queda e recomendada a melhor solução para o seu caso específico.

Na Attica Clinic contamos com uma equipa de especialista capilares que o aconselharão o tratamento mais adequado para combater a sua perda de cabelo.

Como se manifesta a evolução da alopécia androgenética masculina?

Quando falamos da evolução da alopécia androgenética, temos obrigatoriamente de falar da escala de Norwood-Hamilton.

O’Tar Norwood refinou a escala de identificação das etapas da calvície masculina, que foi criada por James Hamilton, criando assim a escala de referência utilizada pelos especialistas da área.

O padrão de evolução da alopécia androgenética masculina é divido em 7 estágios. O primeiro, onde começa a surgir as famosas “entradas” e o último onde todo o topo da cabeça já se encontra calvo.

É importante referir que nem todos os homens que sofram desta patologia, irão obrigatoriamente chegar ao último estágio. Na maioria dos casos a perda de cabelo no homem estabiliza por volta dos 50 anos.

Dê o primeiro passo e agende a sua Consulta de Avaliação, gratuita e sem compromisso

Termos e Política de Privacidade

Quais os tratamentos que existem para combater a calvície masculina?

Na Attica Clinic disponibilizamos aos nossos pacientes uma gama de soluções eficazes que nos permitem combater a alopécia androgenética em qualquer um dos seus estágios. Podemos dividir as nossas soluções em dois tipos: tratamentos preventivos e tratamentos definitivos.

Quais são os tratamentos preventivos?

Na Attica Clinic disponibilizamos dois tratamentos preventivos muito eficazes, a Mesoterapia capilar e o tratamento PRP (plasma rico em plaquetas). Estes tipos de tratamentos são recomendados principalmente a homens que ainda se encontram nos primeiros estágios da alopecia androgenética, contudo também podem ser realizados em estágios mais avançados de calvície. Estes tratamentos têm como principal objetivo prolongar o ciclo de vida do cabelo.

Quais são os tratamentos definitivos?

Quando nos deparamos com um homem que já se encontra nos estágios mais avançados da alopecia androgenética o transplante capilar é a única solução para que volte a crescer cabelo nas zonas ralas e calvas do couro cabeludo.

O  nosso transplante capilar garante resultados duradouros, mais naturais e a melhor recuperação pós-operatória.

Os nossos médicos especialistas retiram cuidadosamente os cabelos da zona dadora, um por um, sem deixar cicatrizes. Estes cabelos são implantados, um a um, nas zonas ralas ou calvas da cabeça. Os cabelos transplantados não são sensíveis aos efeitos da DHT e por isso continuaram o seu ciclo de vida normal que tinham no lugar “original”.